Querendo uma mensagem de gratidão? E os pensamentos Pré Sexta-Feira?

Nós vamos te ajudar com a sua mensagem, mas antes quero te peguntar isso. Quantas vezes você sentiu algo parecido?

  • “Minha vida não vai bem.”
  • “Eu não tenho prosperidade.”
  • “Quando parece que as coisas vão melhorar, elas pioram ainda mais.
  • “Eu sou muito sozinho”
  • “Faltam oportunidades para mim ou as que me aparecem são ruins
  • “Eu tenho medo do futuro”

Pois é, desde quando eu conheci a história de Robinson Crusoé eu chamo isso de “Pensamentos Pré Sexta-Feira”.

E você conhece essa história? Ela é mais ou menos assim…

O tal Robinson Crusoé parte da Inglaterra em um navio, em meados de 1700, que acaba sendo capturado por piratas.

Esse cidadão consegue achar um jeito e escapa de bote, sendo então resgatado por um barco português que o traz para onde??? Brasil!

Aqui, ele vira um senhor de engenho… Lembre-se, essa história se passa em meados de 1700!

Pouco tempo depois, já como um senhor de engenho, ele parte rumo à África, para comprar escravos…

Só que a vida então lhe prega algo que podemos muito bem chamar de castigo! (Bem-feito! Olha o carma aí!)

Aquele navio que o levava afunda e ele passa a ser um náufrago, em uma ilha deserta, ou melhor, quase deserta.

A PEGADINHA QUE A VIDA PREGOU A ROBINSON CRUSOÉ!

Por 28 anos Robinson Crusoé vive entre a vida e a morte, já que a ilha é dividida com canibais, famintos e raivosos. Para sobreviver ele planta e caça.

Acontece que Crusoé, um dia, acaba salvando um nativo dos canibais, que se torna seu grande amigo e companheiro. Ele o chama de Sexta-Feira.

Pouco tempo depois o náufrago é resgatado, volta para a Inglaterra como uma nova pessoa, e conta sua história através de uma auto-biografia.

Por sua jornada, Robinson Crusoé torna-se o símbolo da primeira pessoa do mundo a alcançar a sua liberdade econômica, social e intelectual.

 

O AUTOR DECIFROU UM GRANDE SEGREDO

Robinson Crusoé um livro de ficção, escrito por Daniel Defoé, em 1719. Esse escritor é o autor da célebre frase:

“Todo o nosso descontentamento por aquilo que nos falta procede da nossa falta de gratidão por aquilo que temos.”

Imagine se Robinson Crusoé lamentasse por aquilo que lhe faltava, pelas dificuldades que vivia naquele momento, ou pelas consequências que teve a partir das suas falhas, das suas decisões erradas?

O que fez Robinson Crusoé permanecer vivo? Na minha opinião? Gratidão!

A partir do momento que o náufrago descobre os motivos pelos quais ele é grato, nada mais lhe falta.

Sua emoção muda, seu comportamento muda, suas decisões mudam e, desse jeito, os resultados que vinha tendo em sua vida mudam.

Daniel Defoé conseguiu, através da história de Robinson Crusoé, mostrar que a gratidão é que nos tira da dificuldade, da falta, da carência, da doença.

É a gratidão pela vida, pelo presente, pelo momento, que nos traz energia para sermos cada vez mais vivos, mais felizes, mais prósperos e mais próximos dos outros.

Quer uma dica de mensagem de agradecimento, mensagem de gratidão ou frase de agradecimento para enviar a alguém? Aqui vai!

“Tenho gratidão por ter você em minha vida! Só o fato de estar presente nela, já é motivo de sobra para eu viver melhor e querer ser ainda melhor amanhã. Gratidão!”

COMO E QUANDO VAI DEMONSTRAR SUA GRATIDÃO?

Está em dúvida sobre o melhor jeito de expressar sua gratidão a alguém?

Nós aqui da Onesoul acreditamos que a gratidão é o caminho para a felicidade e foi pensando nisso que criamos um instrumento ideal para quem quer mostrar sua gratidão a alguém. É a Ch´i Bottle da Gratidão.

A Ch´i Bottle da Gratidão foi pensada para os 5 sentidos, criando uma experiência absolutamente memorável para quem a dá e também para quem a recebe!

Só mais uma dúvida, você está esperando uma oportunidade especial para isso?

Minha dica é que não espere por um momento específico. Aproveite o presente. Mostre sua gratidão o quanto antes! E se quando quiser a expressar for tarde demais?

Gratidão por dividir seu tempo aqui conosco!

Gostou? Deixe seu comentário aqui embaixo pra gente!

Comente Usando o Facebook