Uma vida de significado

Uma vida de significado

A idéia de que colaborar com os outros faz parte de uma vida significativa tem sido estudada a milhares de anos. Aristóteles escreveu que a felicidade é alcançada “quando amamos, ao invés de quando somos amados.”

De acordo com a renomada psicóloga americana Carol Ryff, conhecida por seus estudos sobre bem-estar e resiliência, que se aprofundou no pensamento de inúmeros filósofos ao longo da história, as relações com os outros são “um aspecto central de uma vida positivamente bem vivida.”

Ainda hoje muitos de nós parecemos lutar para encontrarmos significado em nossas vidas através exclusivamente de realizações profissionais, priorizando o trabalho ao invés de estarmos próximos às pessoas que nos importamos.

Estamos seguindo a correnteza errada? Pesquisas recentes mostram que para sentirmos nossas vidas mais significativas, colhendo muitos benefícios a partir desse sentimento, basta adotarmos um comportamento muito simples, que traz muito resultado.

Segundo a psicologia moderna, a felicidade é distinguida em dois tipos: hedônica (um senso de felicidade) e eudaimónica (que traz um senso de significado e finalidade).

Embora a felicidade e o significado sobreponham-se em muito e precisem andar juntos para sermos de fato felizes, os pesquisadores acreditam que colaborar com os outros e se fazer próximo a eles é especialmente importante quanto ao desenvolvimento de um senso de significado próprio.

Um estudo recente liderado por Roy Baumeister da Florida State University investigou esta e outras diferenças entre felicidade e significado.

Em um trabalho com mais de 300 participantes, os pesquisadores olharam para traços e comportamentos que foram relacionados com a felicidade (mas não significado) e vice-versa. Eles descobriram que manter fortes conexões sociais foi extremamente importante para ambos os sentimentos: felicidade e significado.

No entanto, colaborar com os outros e identificar-se como um “doador” nas relações teve um grande impacto no sentimento isolado de significado.

Estamos seguindo a correnteza errada?

Baumeister salienta que a tradução de vida significativa é diferente para cada um de nós (uma vez que as nossas experiências e culturas locais podem impactar diretamente o que entendemos como algo significativo). Entretanto, a investigação sobre o que traz significado às nossas vidas tem sempre um resultado em comum, em qualquer cenário: o desenvolvimento de relações pessoais de alta qualidade.

Mas como manter relações pessoais de alta qualidade hoje em dia, com as vidas tão corridas que temos?

Outro estudo, esse promovido por Daryl R. Van Tongeren e publicado no “The Jornal of Positive Psychology“, mostra que quando as pessoas buscam servir e agradecer as outras que estão à sua volta, elas relatam um maior sentido de propósito e significado em suas próprias vidas. A pesquisa ainda descobriu que aqueles que expressam gratidão aos outros sentem ainda mais significado em suas vidas.

Para complementar, Tongeren promoveu um segundo estudo especificamente para entender o motivo pelo qual ao expressar a gratidão, as pessoas relatam esse sentimento de maior significado e o resultado foi surpreendente.

Neste estudo, alguns participantes escreveram cartas de gratidão a outras pessoas que tiveram impacto em suas vidas, enquanto outros escreveram sobre outros assuntos.

A pesquisa descobriu que os participantes que escreveram as cartas de gratidão passaram a sentir mais significado em suas próprias vidas, que os outros participantes. Importante, o estudo abordou a questão da causalidade; uma vez que os participantes foram distribuídos aleatoriamente para escrever sobre gratidão ou outros assuntos, portanto, aqueles que expressaram a gratidão, de fato, tiverem um aumento no seu sentimento de propósito pessoal.

Por que colaborar com alguém ou mostrar sua gratidão a alguém específico torna a vida mais significativa? De acordo com Van Tongeren, é porque assim conseguimos tornar aquele relacionamento um relacionamento de alta qualidade.

Portanto, mesmo com as vidas corridas que temos, a partir do momento que entendemos que para sermos felizes temos que conseguir equilibrar nossa vida profissional e pessoal e ampliarmos nossas conexões com as outras pessoas, a forma mais fácil e prática que temos para isso é a de expressarmos gratidão direta a quem nos importamos.

Essa é uma atitude absolutamente altruísta e que faz bem a quem recebe e mais ainda a quem pratica.

Se você já é um doador em outros aspectos da vida, passe a doar também o seu sentimento expresso e direito de gratidão às pessoas que você considera e veja seus relacionamentos melhorarem extremamente e, de quebra, você ainda sentirá sua vida com ainda mais significado!

Bora praticar?

Comente Usando o Facebook